quarta-feira, janeiro 17, 2007



Li e Gostei


A Invenção de Morel tem muitas facetas: é um romance fantástico e um romance de aventuras, mas também uma relexão em torno das fronteiras da realidade, em torno do amor e da imortalidade. O narrador, um fugitivo, chega a uma ilha que julga deserta. Porém, um dia descobre que não está sozinho. Ouvem-se vozes, canções, aparecem e desaparecem pessoas ... E aqui começa o mistério, a alternância entre alucinação e realidade, que o leva a enamorar-se de uma mulher cuja existência é duvidosa. Quando por fim consegue decifrar o enigma, idealiza igualmente a forma de ficar para sempre com a sua amada.
" Discuti com o seu autor os pormenores do enredo, reli-o; não me parece uma imprecisão ou uma hipérbole classificá-lo como perfeito"
Jorge Luís Borges (1940)

1 comentário:

Isabela disse...

Gostei muito da calma don teu blogue. Senti-me bem.
Ainda não li este livro, mas já o tenho cá em casa e está para breve.