sábado, janeiro 20, 2007



A Tristeza

Entranha-se.
Prende-se fielmente.

Tentamos em vão libertar-nos.
Lutamos afincadamente
para que nos liberte.
Nos deixe.
Se desamarre.

Habituamo-nos a ela?
Afeiçoamo-nos?


2 comentários:

ALY disse...

A tristeza é selectiva... escolhe apenas os conscientes...

luz branca disse...

O que adianta ser consciente?!