terça-feira, agosto 21, 2007

Reflexões sobre um erro

... é um erro
um erro enorme...
termos a nossa razão de viver assente unicamente nas pessoas ( e... apesar de reconhecer o erro, não consigo conceber outra forma de sentir a vida e de a viver), mesmo que nos sejam queridas, mesmo que as amemos desmedida e incomensuravelmente.
Um dia...
poderão partir,
poderão deixar-nos e,
muito provavelmente,
fá-lo-ão,
de uma forma ou de outra, mais ou menos violenta. ( mas eu nunca tinha pensado nisso...).
Quando isso acontece...
desmoronamos
ficamos sem chão
sem eixo
sem caminho
e a vida perde o sentido...

... inevitavelmente (percebo agora)
aconteceu-me

2 comentários:

nikonman disse...

Não, nem sempre tem que ser assim.
Mas as fórmulas mágicas que evitam os desmoronamentos provocados pelas partidas não estão ao virar da esquina nem nos livros. Estão em nós.

luz branca disse...

Até aceito e acredito que estejam em nós...
Mas...eu tenho tido muita dificuldade em encontrá-las:((
vou ter que me virar e revirar do avesso...lol