domingo, janeiro 07, 2007

A luz das velas acalma-me.
Encanta-me e distrai-me.
Gosto muito de velas, das suas chamas
que mesmo tremendo persistem.
Resistem.

A descontracção vai-se impondo.
A inquietação é vencida por uma acalmia que se vai entranhando.

1 comentário:

ALY disse...

Aqueles poucos momentos na nossa vida em que sentimos que o nosso interior está em equilíbrio com o seu exterior, momentos em que recebemos tudo e apenas aquilo que desejamos e nos é exigido apenas o que queremos dar... momentos em que redefinimos o sentido de "A Felicidade".
A vela representa um equilíbrio, ténue efémero, com o exterior e, talvez por isso, que nos fascina com as suas oscilações de chama e luz...